Nunca se deve punir seu filho cortando a mesada

 

            Os pais podem encontrar na educação financeira uma ótima alternativa para começar a ensinar a criança a lidar com o dinheiro desde pequena. Nesse momento, a participação dos pais é fundamental para que ela entenda o funcionamento desse sistema e seus benefícios.

            Entretanto, essa tarefa pode não ser fácil, já que em muitos casos, a educação financeira acaba se tornando uma punição para tentar resolver problemas que não estão vinculados com esse aprendizado, como, por exemplo, notas baixas e não realização das tarefas domésticas, fazendo com que os pais acabem cortando a mesada.

            Por isso, algumas orientações aos pais são necessárias para que eles possam saber a diferença entre educar financeiramente o seu filho e punir de forma correta, sem que isso interfira no seu aprendizado em como lidar com o dinheiro.

A mesada não pode ser vista pela criança como uma recompensa

 

            Para lidar com o dinheiro, tanto as crianças quanto os pais precisam ter bons hábitos financeiros e isso inclui disciplina e muita determinação e, com certeza, para os filhos essa tarefa será muito mais desafiadora.

            E nesse processo da educação financeira, muitas dúvidas surgem, como quais os valores que devem ser dados, se a condução dos ensinamentos para a criança está sendo feita da maneira correta, como lidar com as inúmeras perguntas dos filhos, o que fazer quando o dinheiro acabar antes do mês e se cortando a mesada é a melhor forma de ensiná-lo.

            Em vista dessas situações, atualmente, alguns métodos vêm fazendo certo sucesso por utilizarem a punição das crianças pelo seu mau comportamento através da mesada. Com isso, atitudes como desobedecer aos pais, xingamentos, deixar de ir a escolas e outras atitudes incorretas geram descontos no valor a ser pago ao fim do mês.

            Apesar desse método, também conhecido como estímulo-resposta, poder funcionar em curto prazo, os resultados mais adiantes podem levar a criança a acreditar que elas precisam ser recompensadas por boa conduta e que a mesada é uma forma de pagamento por esse tipo de comportamento.

            Dessa forma, não é cortando a mesada que os bons valores e a boa educação irão ser ensinados aos seus filhos, pois isso se trata de uma questão de princípios e não de dinheiro e recompensa. Crianças que passam por esse método de punição podem tornar-se adultos deturpados.

            Para que isso não ocorra, algumas dicas de como as crianças podem lidar com o dinheiro e administrar suas finanças, sem precisar chegar ao ponto da punição, são interessantes de se conhecer. Veja alguns exemplos:

  • Seja exemplo: as crianças têm o hábito de imitarem o comportamento dos pais, então se eles passam uma visão consumista e fazem compras sem necessidades, provavelmente seus filhos irão seguir o mesmo caminho. Assim, não adianta querer induzir a criança a economizar se os pais não são exemplos.
  • Dê mesada: desde pequeno é importante que a criança saiba administrar o seu dinheiro e ter a noção de que se trata de um recurso finito.
  • Use o planejamento financeiro: ensine e oriente o seu filho a criar uma lista com as suas prioridades, o que ele quer comprar e como deseja gastar seu dinheiro.
  • Cuidado com o apego: não passe a seu filho que o dinheiro tem muita importância além do necessário. A criança precisa ter a consciência do valor das coisas, a saber economizar e valorizar o trabalho que resulta no dinheiro, mas tudo tem limites.

            Com isso, é importante os pais saberem que não é cortando a mesada por meio de punições que a criança irá ter noção de controle e sim através da educação financeira, que irá garantir resultados positivos em longo

Compartilhe:

Postagens Relacionadas

Administração financeira na infância

Educar seus filhos é preparar eles para os desafios da vida, e com...

Regularidade na aplicação da mesada

            A dúvida de muitos pais é saberem qual deverá ser a regularidade...

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado. Required fields are marked *

Comentar *

Nome *

Email *

Website *